Cat-1

Cat-2

Cat-3

Cat-4

» » Lucas Reis e Thacio falam sobre o interesse por jovens pela moda de viola

 


Sertanejo de raiz, moda de viola, universitário, não importa o nome, o estilo musical faz parte da vida dos brasileiros e vem a cada dia conquistando um público cada vez maior. No início, o sertanejo era consumido mais no interior, por um público mais velho e ligado a roça, depois com um ritmo mais agitado, tomou conta das faculdades e cativou o público jovem, chegando até as capitais. Durante algum tempo, o sertanejo se viu dividido. Encontrávamos o sertanejo raiz sendo contemplado por um público, enquanto o universitário era atraído por outro. Mas com Lucas Reis e Thacio, as coisas começaram a mudar.

Reconhecidos por suas vozes marcantes no mundo dos violeiros com timbres e sonoridade propícia do sertanejo raiz, Lucas Reis e Thacio conquistaram os apaixonados pelo estilo musical nos torneios de viola e festas agropecuárias. Mas, para surpresa de muitos, foram nas festas universitárias que a dupla realmente se despontou e encontrou seu público.

"Antigamente, os jovens tinham vergonha de falar que gostavam de moda de viola. Nós mesmo como começamos a tocar viola na orquestra, tinha vergonha de falar que gostava, porque não era algo muito popular. Hoje não, a molecada põe botina, sai para rua, coloca o chapéu, faz uma roda com os amigos e toca viola", conta Thacio.

Essa mudança no comportamento começou afetar toda indústria da música sertaneja que começou a buscar suas raízes e trazer cada vez mais os elementos do sertanejo clássico para dentro do universitário, principalmente a viola.

"A viola está cada vez mais forte, principalmente, por causa da moçada jovem que hoje não tem mais vergonha assumir que gosta de viola, toca viola e gosta da música sertaneja. Inclusive dentro da universidade, das repúblicas, a gente viu que nosso público, que antes era todo dos torneios de violeiros, festas agropecuárias e rodeio, crescendo dentro da universidade, principalmente nossa música Se é Pra Chorar eu Choro e foi aí que decidimos fazer a Republicana", explica o violeiro.

A primeira parte do Republicana foi gravado vivo em Uberaba, com seis canções, três inéditas e três regravações. O projeto foi um sucesso levando a dupla a gravar uma segunda parte ao vivo em Ilha Solteira, tradicionalmente conhecida por ser uma cidade universitária, também com seis faixas. A aceitação foi tão grande que Lucas Reis e Thacio viajaram o país fazendo shows nos principais pólos universitários, cultivando um público fiel e interessado na viola caipira.

Agora, a dupla volta a surpreender e colocar a moda de viola em um novo patamar de aceitação. No #SemFiltro, Lucas Reis e Thacio cumpriram com louvor o objetivo de levar o sertanejo raiz aos grandes centros urbanos e, mais do que isso, mostrar que a moda de viola se encaixa em todos os estilos. Do pagode ao sertanejo de raiz, do rock ao MPB voltando as raízes da moda de viola típica e apaixonante, a dupla passou por todos os estilos musicais fazendo versões de grandes sucessos como "Péssimo Negócio", "Minas Gerais", "Cowboy Fora da Lei", "Primavera", "Tipo Matuto", entre muitos outros, além de apresentar duas canções inéditas que já estão na boca dos fãs da dupla e do sertanejo de raiz: "Despeito Fi D'uma Égua" e "Se eu te Pedir com Carinho".

"Gravar o #SemFiltro foi muito TOP porque foi um projeto inovador e desafiador para gente porque nos tirou da nossa zona de conforto na parte de regravações de músicas que não são do nosso estilo, mas que, para nossa surpresa, a gente gostou muito. Também estamos muito felizes com a interação do público com o #SemFiltro,  o tanto que o povo, principalmente os jovens, se identificou com o projeto e o abraçou. Graças a Deus soltamos aí todas as músicas e estamos muito felizes de acompanhar que tem cada vez mais visualizações e comentários positivos nas redes", completa Thacio.

Sobre Lucas Reis e Thacio

Cantores, compositores, arranjadores e músicos, Lucas Reis e Thacio representam o melhor da música sertaneja trazendo um estilo inconfundível que mescla, juventude universitária, romantismo e sertanejo de raiz. Naturais de Uberlândia (MG), a dupla teve seu primeiro contato com a música ouvindo canções do sertanejo no som de avôs e tios, quando tiveram como maiores referências Tião Carreiro e Pardinho, Goiano e Paranaense, Marcos Violeiro entre outros nomes do sertanejo raiz.

Iniciaram a carreira em 2005 na cidade, participando de torneios de viola e aberturas de shows com artistas já consagrados. Mas foi em 2013 que realmente despontaram no cenário da música sertaneja com seu estilo único e inovador de unir o clássico do sertanejo com o universitário. De forma independente, a dupla lançou os álbuns "Pra Te Amar de Vez", "O Sertanejo é Assim" e "Sallon LRT". 

Em maio de 2018, com nove anos de carreira, a dupla entrou para o time da Universal Music e logo em seguida, em junho, lançou o primeiro fruto da parceria: "Diferenciado", projeto que teve como destaque a música "Caipirinha". Em 2019, lançaram o projeto "Republicana", gravado em repúblicas ao redor do país, e "Republicana- Ilha Solteira", segunda fase do projeto gravado na na República Devassa, em Ilha Solteira, São Paulo.

Agora, junto a Universal Music e a GTS, divisão global de agenciamento artístico e produção de eventos, Lucas Reis e Thacio iniciam o lançamento do projeto #SemFiltro que leva a música sertaneja de raiz e a moda de viola aos grandes centros urbanos. 


«
Next
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Sobre o autor Rádio Moda Sertanejo

O melhor"da"Música Sertaneja!

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

Shows Sertanejos

Clássicos Sertanejos

Resenhas Sertanejas

Cat-5

Cat-6