Cat-1

Cat-2

Cat-3

Cat-4

últimas postagens

Simone e Simaria vão transformar o Bar das Coleguinhas em festa e que festa hein. As irmãs irão rodar o país a partir de agosto com o projeto (que a princípio será levado para sete capitais). Mas antes de tudo isso, em 12 de fevereiro, as coleguinhas gravam em Boituva (SP) a segunda edição do DVD homônimo, um dos grandes sucessos da carreira delas. “Era um projeto que fazia pelo menos três anos que eu queria fazer. Mas aí eu fiquei doente, depois eu sabia que tinha muita responsabilidade, muita coisa para cuidar. Mas a galera vai pirar”, promete Simaria.
O repertório do próximo projeto da dupla, o Bar das Coleguinhas 2, vai mergulhar no passado forrozeiro das irmãs baianas e também ter pitadas mais atuais, como Tá Gostoso Tá, um brega funk misturado com sertanejo que sai antes do DVD como single. “A gente está regravando várias coisas do Forró do Muído [grupo do qual elas faziam parte], também muito sertanejo, está ficando a coisa mais linda. Eu sinto que vai ser um projeto que vai acontecer como o Bar das Coleguinhas ou que vai ser maior ainda, porque foi feito com muito mais dedicação do que todos os outros projetos que eu já fiz na minha vida”, garante a irmã mais velha.
Apesar da mistura de ritmos, Simone e Simaria prometem botar todo mundo para sofrer com o Bar das Coleguinhas 2. “A maioria das músicas é sofrência mesmo, mas vão ter umas três que são para meter o chifre no chão e sair rasgando tudo. Principalmente as mulheres. Tem duas músicas que vão vir para as mulheres que são uma coisa de louco. É uma desgraça. Vocês não queriam bar para beber? Agora vocês aguentam porque vai vir pesado.”

cantora sertaneja Marília Mendonça publicou no último domingo (dia 19), um vídeo de uma suposta traição em seu perfil no Twitter

Marília Mendonça, a cantora sertaneja que mais faturou em 2019,  aparentemente deu bastante risada com uma gravação que mostra um homem beijando uma mulher durante um jogo de futebol.
Mas, no vídeo, quando o homem na plateia percebe que sua imagem está no telão do evento com a câmera focada nele, rapidamente passa a disfarçar e se afasta da mulher que beijava.
Por isso que eu falo: mentira tem perna curta. Uma hora dá merda…”, declarou Marília. Um fã chegou a responder à cantora que já tinham encontrado o perfil do homem nas redes sociais. “Ele postou que destruiram a vida dele… Eu conto ou vocês contam?”, escreveu o internauta. No que Marília respondeu: “Amado???? A gente não tem nada a ver com isso não kkkkkkkkk”. 

Marília Mendonça reinou absoluta em 2019

Quem acompanha a carreira dos sertanejos Gusttavo Lima e Luan Santana viu a batalha travada entre os dois com números. De um lado o “Embaixador” afirmando ser bi-campeão em execuções nos últimos dois anos, do outro o “Gurizinho” afirmando ser o mais tocado da décaca.
Não é de hoje que esta batalha na música sertaneja acontece. Na década de 90 a briga por números era entre as duplas Zezé di Camargo e Luciano, que travavam diariamente a disputa por execuções nas rádios.
Mas no meio desta batalha quem realmente se destacou foi a cantora sertaneja Marília MendonçaApenas em plays no Spotify a sertaneja teria faturado aproximadamente R$16 milhões de reais, deixando para trás todos os artistas sertanejos.
A cantora apareceu entre os 40 artistas mais vistos da história da plataforma digital. Além disso com o seu jeitinho único, Marília ficou à frente de nomes como Nicki Minaj, Michael Jackson, Jennifer Lopez e Shawn Mendes.
Entretanto a rainha da sofrência Marília Mendonça é hoje o maior nome da música sertaneja do Brasil. A artista passou por várias dificuldades no início da carreira. Enfrentou o machismo e o preconceito por ser mulher.
Além disso, a artista que já trazia com um histórico de composições de sucesso para homem teve que ouvir dos colegas que “a música sertaneja não era feira para mulheres.” A artista que já era conhecida por grandes sucessos como: “Flor e o Beija Flor” Henrique e Juliano, “Calma” Jorge e Mateus, partiu para a carreira solo. Com o sucesso “Infiel” aos 21 anos de sucesso, Marília Mendonça estourou com o Hit “Infiel”.
Ouça os sucessos de Marília Mendonça no Spotify
No final de 2019, a dupla apresentou o primeiro single do seu quarto DVD, a canção “Pai Nosso”.  Agora, para dar o pontapé inicial no ano de 2020, os cantores divulgam a contagiante “Bumbum Perigoso”, faixa que conta com a participação especial de Dennis DJ.
O DJ e produtor carioca tem em seu currículo alguns dos principais hits dos últimos anos, tais como “Agora É Tudo Meu”, “Sou Teu Fã”, “Malandramente”, “Cerol na Mão”, “Eu Tô Tranquilão” e “Só Você”.
Composição de Gabriel Vittor, Kleber Paraíba e Gustavo Henrique, “Bumbum Perigoso” chega às plataformas digitais no alto verão brasileiro, propício para o astral e ritmo envolvente que a canção traz.
O clipe da música é um recorte do álbum gravado ao vivo no final do ano passado, intitulado “Live in Curitiba”. Na performance, Bruno & Barretto e Dennis transformam o palco em um baile funk. Os sertanejos mostram que são bons de ritmo e inclusive dançam em cima da imponente pickup do carioca.

Bruno e Barretto e Dennis DJ e a moda “BumBum Perigoso”No final de 2019, a dupla apresentou o primeiro single do seu quarto DVD, a canção “Pai Nosso”.  Agora, para dar o pontapé inicial no ano de 2020, os cantores divulgam a contagiante “Bumbum Perigoso”, faixa que conta com a participação especial de Denni

“E tijolinho por tijolinho vou reformar seu coração…” foi o refrão que conquistou muita gente no ano passado. Com mais de 320 milhões de visualizações no Youtube, a faixa “Tijolinho por Tijolinho”, interpretada por Enzo Rabelo, com a participação de Zé Felipe.
Em seu primeiro show solo, realizado em novembro no Espaço das Américas em São Paulo, o filho de Bruno, da dupla com Marrone, provou que o talento para a música está no sangue e agitou uma platéia de crianças e adultos.
Na ocasião, em um cenário inspirado em parques de diversões, Enzo apresentou um bloco inteiro de músicas remixadas. O formato deu tão certo e agradou tanto o público presente que agora o cantor mirim lança a versão remix de “Tijolinho por Tijolinho”.
“No meu show usamos até uma pickup para fazer alguns remixes. Eu gosto de ouvir vários estilos diferentes de música e gostei muito de fazer uma versão remixada do sertanejo, acho que combinou, ficou bem moderno”, comenta Enzo.
Aos 11 anos, Enzo Rabelo é um fenômeno nas redes sociais e no meio musical. São mais de 1 milhão de ouvintes mensais no Spotify, mais de 3 milhões de inscritos no canal do Youtube e mais de 650 milhões de visualizações na mesma plataforma.
A versão remixada de “Tijolinho por Tijolinho” foi produzida pelos DJs Remix HardRoselive, Casual Order e 33Hz.
A cantora Lauana Prado apresenta o vídeo de “Habilidade”, em seu canal no YouTube. A faixa, composta pela cantora em parceria com William Santos, Leo Vinicius e Victor Marra, é parte do repertório da primeira parte de seu recém-lançado projeto audiovisual, “Livre”.
O novo trabalho foi gravado ao ar livre no Hopi Hari, o badalado parque de diversões localizado em Vinhedo, interior de São Paulo, ele flagra Lauana cantando e tocando em um palco com visibilidade de 360 graus, cercada pelos seus fãs, em um cenário que tem tudo a ver com a proposta do DVD.
E qualidade é o que não falta no novo trabalho, em que a cantora contou com um time de primeira grandeza, não apenas em cima do palco como também nos bastidores. “Tenho certeza de que esse projeto será um estouro no Brasil inteiro”, aposta Matheus, da dupla com Kauan. Bom… Estourada, Lauana Prado já está.
O ano já começou com lançamento para a dupla Henrique e Juliano. Depois de implorar para voltar em “Liberdade Provisória”, confundir o coração em “Briga Feia” e tentar bloquear a saudade em “Sem Rede”, “Volta por Baixo” vem questionando “cadê o melhor que eu, que você arrumou?”.
“Henrique e Juliano – Ao Vivo no Ibirapuera” é o sexto DVD da dupla e o melhor na opinião dos irmãos, que estão lançando aos poucos as 22 faixas inéditas do novo trabalho. Sempre atentos ao que pensam os fãs, antes de soltarem a primeira canção do novo DVD, a dupla fez uma enquete nas redes sociais para saber qual era a música mais esperada.
“A gente gosta de manter essa conversa direta com o nosso público, afinal eles são os principais responsáveis pelo nosso sucesso”, afirma Henrique. “O público gostou muito de ‘Volta por Baixo’ na gravação do DVD e essa música também foi uma das mais pedidas nas nossas redes sociais. O que os nossos fãs pedem, a gente faz”, brinca Juliano.
Gaby Violeira é uma das atrações no show Violeiros de Verdade com Felipe & Falcão e João Pedro & Cristiano na Fazendinha, neste sábado 18 de janeiro, a partir das 21h30.As vendas dos ingressos já estão disponíveis ( veja serviço abaixo).

 Gaby Violeira faz parte de uma nova safra do mercado sertanejo e surge com um grande diferencial, trouxe a sua maior companheira, a viola, para os dias atuais. "Agronopinga", "Vale Cama", "Coração Dedo Duro", "Bebendo de Litro" e por ai vai. Só pelos títulos das músicas já é possível perceber que os temas atuais estão no repertório da cantora. E essa é a proposta, trazer a tradição da viola em um repertório moderno.

Gaby encara essa abordagem como um grande desafio. "Todas as vezes que falamos em viola, pensamos em música sertaneja raiz e não necessariamente tem que ser". No seu último trabalho, "Gaby Violeira - Mais que um estilo, uma paixão", Gaby traz músicas totalmente atuais com a viola sempre como protagonista no projeto.

Essa paixão pela viola começou cedo. Gabriela Pereira nasceu em Ribeirão Preto, cidade do interior de São Paulo, em 7 de novembro de 1990. Ainda pequena, começou a mostrar o talento pela música sertaneja, o que motivou a família a investir em seus estudos.

Seu maior exemplo veio do avô, que marcou sua vida ao lhe dar de presente uma guitarra. Assim foi o primeiro e grande passo na vida da cantora, que logo começou a fazer shows em bares da cidade.
Em m um encontro de violeiros da região, teve o primeiro contato com o instrumento. Ao se deparar com o som e os ponteados da viola, foi amor à primeira vista. Para surpresa de todos, ela trocou a guitarra pela viola caipira e se aprofundou no mundo sertanejo.

Atualmente, Gaby Violeira esbanja ritmo com letras contagiantes no seu primeiro DVD, gravado em dezembro de 2017, na Cachaçaria Água Doce. Com 12 músicas, entre autorais e de parceiros de composição. Por meio da música Gaby busca imprimir a sua identidade, trazendo a modernidade dos arranjos do sertanejo universitário e garantindo a batida da viola caipira.

Serviço:
Violeiros de Verdade com Felipe & Falcão na Fazendinha
Data: 18/01/2020 - Sábado | Restaurante da Fazendinha
Abertura dos portões: 21:00hs.

SETORES:

GOLDEN BAR: R$ 150,00 (1° lote) - Comidas da boteco, Whisky Red Label , Cerveja, Vodka Ketel One, Refrigerante, Suco Dell Vale e Água.

ÁREA OPEN BAR: R$ 80,00 (1° lote) - Cerveja, Vodka Smirnoff,  Refrigerante, Suco Dell Vale e Água.

PISTA: R$ 30,00 (1º lote) - Seco.

MESAS OURO: R$ 300,00

MESAS PRATA: R$ 250,00

PONTOS DE VENDAS:

- Brooklyn Barbearia (Av. Maurilio Biaggi)
- Mercadão da Baixada (Centro)
- Óticas Conceito (Av. Independência)  
- RK Calças (Calçadão)
 
Vendas Online: www.guicheweb.com.br
Informações: (16) 4141-3138 
João Bosco & Vinícius lançam hoje, dia 10 de janeiro, o single "Segunda Taça", com participação de Matheus, da dupla Matheus & Kauan. A novidade chegou às plataformas digitais meia noite e no YouTube - com vídeo extraído do DVD "Ao Vivo em Goiânia" - às 11h.
De autoria de Henrique Casttro, Elvis Elan, Bruno Sucesso e Elan Rúbio, a canção faz parte do novo álbum de João Bosco & Vinícius, gravado em outubro de 2019, em Goiânia (GO). Sobre a participação: "Já tínhamos a ideia de gravar alguma moda com os meninos e quando recebemos a 'Segunda Taça' pensamos neles na hora. Infelizmente, no dia, o Kauan teve um problema e não pôde participar, mas o Matheusinho, foi lá e arrebentou", conta João Bosco.  "Ficamos felizes por ter nosso amigo dividindo com a gente esta faixa especial, o resultado ficou tão bom quanto esperávamos", afirma Vinícius.

O material completo chegará às plataformas no primeiro semestre de 2020 e terá, além de Matheus, a participação de Dorgival Dantas na faixa "1900 e Vovô".
Precursores do movimento sertanejo universitário, João Bosco & Vinícius contaram com a produção musical de outro nome que marcou o movimento: Ivan Miyazato. A direção de vídeo coube ao Ricardo Bikay.

O novo single de João Bosco & Vinícius, em parceria com Matheus (Matheus e Kauan), "Segunda Taça", está disponível nas plataformas digitais via ONErpm e o vídeo da faixa está disponível no canal da dupla no YouTube.

 ano já começou com lançamento para a dupla Henrique e Juliano. Depois de implorar para voltar em "Liberdade Provisória", confundir o coração em "Briga Feia" e tentar bloquear a saudade em "Sem Rede", "Volta por Baixo" vem questionando "cadê o melhor que eu, que você arrumou?". A faixa, lançada nesta sexta-feira (10), é mais uma que faz parte do DVD "Ao Vivo no Ibirapuera", gravado em novembro em São Paulo.
Os primeiros três lançamentos do novo trabalho conquistaram o público logo de cara. Lançada há pouco mais de um mês, "Liberdade Provisória" já ultrapassou os 40 milhões de visualizações, está entre as músicas mais tocadas nas rádios e em 1º lugar no Top 50 do Spotify Brasil.
Em seguida a dupla também liberou as faixas "Briga Feia", que já tem mais de 13 milhões de visualizações, e "Sem Rede", lançada há apenas duas semanas e que acumula mais de 6 milhões de visualizações.
"Henrique e Juliano - Ao Vivo no Ibirapuera" é o sexto DVD da dupla e o melhor na opinião dos irmãos, que estão lançando aos poucos as 22 faixas inéditas do novo trabalho. Sempre atentos ao que pensam os fãs, antes de soltarem a primeira canção do novo DVD, a dupla fez uma enquete nas redes sociais para saber qual era a música mais esperada.
"A gente go
ta de manter essa conversa direta com o nosso público, afinal eles são os principais responsáveis pelo nosso sucesso", afirma Henrique. "O público gostou muito de 'Volta por Baixo' na gravação do DVD e essa música também foi uma das mais pedidas nas nossas redes sociais. O que os nossos fãs pedem, a gente faz", brinca Juliano.

Graveto" é o primeiro lançamento do ano e faz parte do próximo volume do projeto "Todos os Cantos"
Mesmo com a pausa nos shows para se dedicar ao filho Leo, Marília Mendonça segue com os lançamentos do projeto "Todos os Cantos". Nesta sexta-feira (10), a rainha da sofrência lançou o single "Graveto", gravado na capital mineira em outubro.
Depois de emplacar sucessos que fazem o público mergulhar na sofrência a plenos pulmões, como "Supera", "Todo Mundo Vai Sofrer", "Ciumeira", entre outras faixas dos 3 volumes já lançados de "Todos os Cantos", desta vez Marília traz uma música mais romântica e intimista, sem deixar a sofrência de lado, é claro.
Belo Horizonte foi a 18º cidade a testemunhar o projeto "Todos os Cantos, em que a cantora chega na cidade, sem divulgação prévia, e faz um show gratuito, gravando uma música inédita em cada capital do Brasil. Foram mais de 50 mil pessoas prestigiando Marília Mendonça na cidade mineira.
"Minas Gerais é um dos estados brasileiros que respira sertanejo, grandes nomes do gênero tiveram origem aqui, então eu estava ansiosa e queria trazer algo especial para BH e para todo o público mineiro", diz Marília.
Não dá para negar que 2019 foi o ano de Marília Mendonça. Foram diversos recordes quebrados desde o lançamento do primeiro volume de "Todos os Cantos" em fevereiro. "Todo Mundo Vai Sofrer" ficou 6 semanas em 1º lugar no Spotify Brasil, "Supera" alcançou o 1º lugar no Top 100 Brasil no Youtube, Marília foi a artista mais ouvida do Brasil tanto na Deezer quanto no Spotify em 2019 e o volume 1 de "Todos os Cantos" foi o álbum mais ouvido do Brasil também no Spotify. Além disso, colecionou prêmios levando o Grammy Latino de "Melhor Álbum de Música Sertaneja", o Prêmio Multishow de "Melhor Show do Ano", o Troféu Melhores do Ano de "Melhor Cantora", entre outros.
Fenômeno da música sertaneja, Marília arrasta multidões por onde passa. E em 2020 promete mais sofrência para os corações apaixonados.
"Todos os Cantos" será retomado logo após o retorno da cantora aos palcos e só será finalizado quando completar o circuito por todas as capitais do país.

A cantora Simone, da dupla Simone e Simaria, parou o show que fazia no Reveillon de Fortaleza, Ceará, no Aterro da Praia de Iracema, ao ver homens brigando com uma mulher.
“Os meus seguranças, que são policiais, podem pegar”, ordenou a cantora a sua equipe, que prontamente correu para a plateia atrás dos homens vistos por Simone.
De acordo com informações do site Diário do Nordeste, que divulgou o caso, havia mais de um homem agredindo a mulher, que não foi identificada.
Não é de hoje que Eduardo Costa vem sendo visado pela gravadora Sony Music. O cantor sertanejo tem manchado seu nome após se envolver em dezenas de escândalos no ano passado.
Acusações de machismo, agressão em shows, estelionato e ameaça de mortes são alguns dos assuntos que tem irritado a diretoria da Sony Music. O cantor faz parte do casting e inclusive lançou seus últimos trabalhos solo e inclusive o Cabaré.
No ano passado Nego do Borel, foi dispensado por Paulo Junqueiro, presidente das gravadora. A demissão veio após escândalos de homofobia e outras confusões envolvendo a sua equipe.
No entanto, pessoas ligadas a Major, informaram com exclusividade ao Movimento Country, que o contrato com Eduardo Costa já foi rescindido, e que o novo DVD Cabaré, que será gravado no próximo dia 23 de janeiro em Curitiba, não será lançado pela Sony.

Eduardo Costa está envolvido em diversos escândalos

Esta semana veio a tona mais um escândalo envolvendo o cantor sertanejo. Sua ex-namorada Victoria Villarim resolveu revelar as ameaças de morte que vinha recebendo do irmão do artista.
Além disso no ano passado durante seus shows, Costa teria incitado a violência em seu show ao incentivar que seus seguranças agredissem dois homens que estavam supostamente bêbados em seu show.
Entretanto, na semana passada Leo Dias revelou que a situação azedou entre Leonardo e Eduardo Costa, após reclamação da equipe das grosserias do sertanejo. Segundo a reportagem a equipe se reunião com o dono da Talismã para se queixar do comportamento inadequado e dos mal tratos durante os shows.
Após a briga com Leonardo, Ratinho virou sócio de Eduardo Costa no projeto Cabaré, e as empresas do apresentador concederão investimento pesado na empreitada arriscada, além de que a produção do evento ficará por conta da Massa FUN, com cobertura custeada pela rede de rádios Massa FM e pelas demais filiais do SBT no Paraná.
O cantor sofreu um infarto. Equipe do Samu foi acionada e chegou a prestar atendimento mas o cantor não resistiu.
No entanto o sertanejo deixou uma música inédita gravada com a participação do cantor Sérgio Reis. “Mudança”. A composição é do autor Chico Amado, responsável por grandes sucessos como “Na Sola da Bota”, sucesso na voz de Rionegro & Solimões, “Vai Dar Namoro” e “Quer Casar Comigo” com a dupla Bruno & Marrone, “O Bicho Vai Pegar” entre outros.
Essa canção era o projeto dele do momento. Ele estava com muita expectativa e acreditava que seria o seu sucesso em 2020. Tenho certeza que vai ser, mas o lado triste é que ele não estará aqui curtindo tudo isso”, destaca Amado.
A canção “Mudança” é de 2009. Foi escrita por Amado e gravada por ele e pelo irmão, que juntos formam a dupla Chico Amado & Xodó. Há cerca de dois anos, Juliano manifestou interesse em regravar a canção e ao mesmo tempo realizar o sonho de cantar ao lado de Sérgio Reis. “Esse sempre foi um desejo dele. Ele estava muito feliz por isso”.
A regravação ainda não foi lançada oficialmente, mas o clipe já está no youtube. Natural de Passos, em Minas Gerais, Juliano Cezar residia em Ribeirão Preto. Foi a segunda vez que Juliano Cezar gravou uma música do compositor de Sumaré. A primeira foi “Vida de Peão”, em 2010, escrita especialmente para ele.

Sobre Juliano Cezar

Com mais de 30 anos de carreira, 10 Cds e 3 DVDs lançados, o cantor era conhecido como “cowboy vagabundo”. Juliano também obteve sucesso como compositor com diversas músicas nas paradas de sucesso como “Não aprendi dizer adeus” e “Rumo à Goiânia” gravadas por Leandro e Leonardo. Natural de Passos, Minas Gerais, o cantor tinha 59 anos de idade
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Morto na última terça (31) após sofrer uma parada cardíaca durante um show no Paraná, o cantor Juliano Cezar, 58, foi velado e posteriormente enterrado na cidade de Passos (MG), sua terra natal.
O velório, que começou em Ribeirão Preto e terminou no município mineiro, e o sepultamento contaram com homenagens de artistas consagrados da música. Dentre elas a do compositor de "Não Aprendi Dizer Adeus", Joel Marques, que cantou a música que ficou muito conhecida na voz de Juliano.
Quem também marcou presença e fez um tributo a  Juliano Cezar foi o cantor Rionegro, dupla com Solimões. O artista cantou uma canção do amigo: "Rumo à Goiânia", e também o clássico de Milionário e José Rico "Estrada da Vida".
Juliano Cezar chegou ao sepultamento em carro dos Bombeiros e as ruas do entorno ficaram tomadas de gente. 
O cantor mineiro morreu na madrugada de terça-feira (31) após sofrer uma parada cardíaca enquanto fazia um show em Uniflor, no interior do Paraná. O artista deixa sua esposa Andrea Mendes, com quem ficou casado por 27 anos. 
Ao longo da trajetória de 33 anos de carreira, o cantor gravou 14 álbuns (sendo 4 DVDs gravados) e emplacou sucessos como "Não Aprendi Dizer Adeus" (1990), "Rumo à Goiânia" (de 1991), "Bem aos Olhos da Lua" (de 1997), "Cowboy Vagabundo" (2002), Malvada (2002), "Faz Ela Feliz", entre outras.
REPERCUSSÃO
Artistas importantes da música lamentaram a perda precoce do músico. Dentre eles o cantor Daniel. "Uma notícia tão triste! Nosso querido amigo Juliano Cézar nos deixou e só posso dizer que ele fará muita falta", escreveu em uma rede social.
Sorocaba, dupla com Fernando, também lamentou. "Descanse em paz Cowboy. Sempre que a gente se encontrava nas estradas da vida era assim, só alegria! Você foi muito importante".
João Neto e Frederico publicaram a seguinte mensagem: "Juliano Cezar cantou, e por diversas vezes nos encantou, e agora vai deixar uma saudade sem tamanho. Estamos tristes pela sua partida meu amigo".

Shows Sertanejos

Clássicos Sertanejos

Resenhas Sertanejas

Cat-5

Cat-6